O QUE É O MACAXEIRASSUPERPODEROSAS?

Amigos este espaço foi criado para homens e mulheres de bem, que não andam satisfeitos com a rumo que está tomando este país! Portanto estamos convidando todos os homens e mulheres que ainda acreditam em um BRASIL - UM PAÍS DE TODOS realmente a nos seguir e interagir! Temos espaço para 97 autores aqui! Quem quiser participar como autor do blog por favor entre em contato deixando um comentário no mural de recados abaixo, e claro com e-mail para que possamos cadastrá-los como autores. O e-mail é para podermos lhes enviar o convite, depois é só aceitar e começar a postar!
E vocês também podem colaborar com as paginas do Voto Distrital no facebook!

AQUI O CIDADÃO TEM LUGAR

45 MOTIVOS PARA CONTINUAR ACREDITANDO:

LEIA TODAS AS MANCHETES ABAIXO, E VEJA O QUE ESTÃO FAZENDO COM NOSSO PAÍS!

quarta-feira, 7 de março de 2012

É MENSALÃO PRA TODO LADO!

Mensalão da Vila: Degepol designa delegado da Dehom para investigar atentado a delator
Rafael Barbosa - repórter

O delegado Marcos Vinícius, titular da Delegacia de Homicídios (Dehom), foi designado pela Degepol para investigar o atentado ao soldado aposentado da Polícia Militar João Maria Marques da Silva, ocorrido na noite da segunda-feira (5), em Goianinha. As informações foram confirmadas através do perfil do Twitter da assessoria de imprensa da Delegacia Geral.

Delator de mensalão sofre atentadoJoão Maria, juntamente com o vereador Floriano Felinto, denunciaram um esquema de corrupção na Câmara Municipal de Vila Flor, distante 76 km de Natal. As denúncias embasaram uma operação do Ministério Público, intitulada de "Mensalão da Vila", que resultou na prisão de seis vereadores e do prefeito da cidade.

O policial aposentado foi atingido por seis disparos de arma de fogo, que acertaram a cabeça , o rosto e o tórax, e permanece internado no Pronto-socorro Clóvis Sarinho, em estado grave.

RELEMBRANDO

video



MPE revela esquema de mensalão no município de Vila Flor

Ministério Público do Rio Grande do Norte deflagrou no início desta segunda-feira (19) a Operação Mensalão da Vila, que investiga o pagamento de vantagem ilícita mais popularmente conhecida por mensalão no município de Vila Flor, uma das menores cidades do Estado, situada no Litoral Sul, distante pouco mais de 70 quilômetros da Capital.

Vila Flor: Suspeitos prestam depoimento e são encaminhados ao ItepVila Flor: mandados foram expedidos pelo TJVila Flor: presidente da Câmara está entre os presosPrefeito e vereadores de Vila Flor são presos sob suspeita de corrupçãoA Operação iniciada nas primeiras horas da manhã, capitaneada pela Assessoria Jurídica Judicial da Procuradoria-Geral de Justiça e pelo Grupo de Atuação Especializada de Combate ao Crime Organizado (GAECO) mobilizou 22 Promotores de Justiça, em parceria com a Polícia Militar, e deu cumprimento a 19 mandados de buscas e apreensões, e a nove mandados de prisões preventivas de pessoas supostamente envolvidas em crimes de corrupção e contra a administração pública, devidamente expedidos pelo Desembargador Dilermando Mota.



Após cinco meses de investigação e contando com a efetiva colaboração do vereador Floriano Felinto, o Ministério Público conseguiu descortinar um esquema amplo de pagamento de vantagens indevidas a grande parte dos vereadores do Município de Vila Flor e promessa de vantagens indevidas, tudo isso pela troca de apoio político em detrimento do exercício da atividade parlamentar.

O mensalão vinha sendo pago a maioria dos vereadores de Vila Flor para que eles aprovassem os projetos de interesse do Chefe do Executivo e, entre outras coisas, não exerçam atribuição fiscalizatória aos atos do prefeito. Valor mensal em dinheiro, bem como a distribuição de outros benefícios como o fornecimento de combustível e até mesmo a oferta de empregos na Prefeitura eram benesses patrocinadas com recursos provenientes do erário municipal de Vila Flor.

Com o cumprimento das ordens judiciais foram presos preventivamente após as diligências o prefeito do município de Vila Flor, GRINALDO JOAQUIM DE SOUZA; o ex-secretário municipal de Administração ANTÔNIO IVANALDO DE OLIVEIRA; o secretário de Obras do município JOÃO FELIPE DE OLIVEIRA; o presidente da Câmara Municipal PEDRO FRANCISCO DA SILVA; e os vereadores IRINALDO DA SILVA, RONILDO LUIZ DA SILVA, AILTON PASSOS DE MEDEIROS, VIDALMIR SANTOS BRITO e MAGNO DOUGLAS PONTES DE OLIVEIRA.


O desembargador Dilermando Mota indeferiu o pedido de levantamento do segredo de justiça da investigação.

Um comentário:

  1. adoro vir aqui ... sempre bem informado ^^
    Beth Pimenta

    ResponderExcluir